Mais dois ataques a bancos no Interior

29

Parece até que virou rotina. Mais uma agência bancária é alvo de arrombamento por explosão no Interior. Um grupo formado por oito homens, fortemente armados e encapuzados, invadiram, no começo da madrugada da quarta-feira, 3/8, a agência do Banco do Brasil de Hidrolândia, na Zona Norte, a 252 quilômetros de Fortaleza. Uma parte do grupo rendeu policiais do destacamento militar e outro grupo foi à agência e usou explosivos para abrir os caixas eletrônicos.


Segundo informações do Comando de Policiamento do Interior (CPI), nada foi levado do banco, pois o bando não conseguiu abrir os caixas. Durante a ação, parte do bando trocou tiros com policiais do destacamento da PM de Hidrolândia. De acordo com o CPI, três policiais estavam de plantão na unidade.


O CPI informa ainda que, na fuga, o bando abandonou um veículo. Dentro do automóvel, foram encontrados materiais explosivos e munição. O bando estaria escondido em um matagal nas proximidades de Hidrolândia.


Em 2011 já foram 18 ataques a bancos no Interior do Ceará, sendo que 11 foram explosões de caixas eletrônicos e seis delas tiveram como alvo o Banco do Brasil.

CORRESPONDENTE – Quatro bandidos, armados com pistolas e escopetas, atacaram, dia 4/8, a cidade de Quiterianópolis (a 415Km de Fortaleza), fizeram reféns, trocaram tiros com policiais militares e conseguiram fugir levando todo o dinheiro do banco postal do Bradesco instalado na agência dos Correios. Este foi o segundo assalto a banco em pouco mais de 24 horas.


Segundo a Polícia, os bandidos iniciaram a empreitada criminosa ainda na estrada que liga as cidades de Tauá e Quiterianópolis, na Região dos Inhamuns. Tomaram um veículo Gol, preto, de assalto e levaram o proprietário como refém. Em seguida, entraram na cidade já atirando. Invadiram a agência dos Correios e fizeram mais duas pessoas reféns, a gerente do dos Correios e a funcionária do banco postal do Bradesco. A ação foi rápida, mas violenta. Na cidade havia apenas três policiais militares. Eles estavam no destacamento da PM e, ao ouvirem os estampidos, saíram correndo em direção aos Correios, que fica próximo à Praça da Matriz, em pleno Centro, mas pouco puderam fazer quando viram que a quadrilha estava com reféns.


Em seguida, a quadrilha fugiu em direção ao Estado do Piauí, levando o dinheiro e os três reféns. Numa estrada vicinal, a alguns quilômetros da cidade, eles desceram do Gol preto e mandaram o dono do carro voltar para Quiterianópolis por outro caminho. Entraram em um matagal e, supostamente, teriam sido resgatados por comparsas em outro automóvel.


Este foi o segundo ataque de bandidos armados, neste ano, em Quiterianópolis. No último dia 15/7, uma quadrilha invadiu a cidade e explodiu os caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil.