Memorando de Entendimentos dá um passo importante na melhoria da gestão

7


A assinatura do Memorando de Entendimentos entre Banco do Brasil e as Entidades de Representação dos Funcionários e Aposentados sobre a proposta para a Cassi, construída na Mesa de Negociações, ocorreu no dia 21/10, em Brasília. O memorando foi encaminhando para Diretoria e Conselheiro Deliberativo da Cassi e, após aprovado naquelas instâncias, será formatado consulta ao Corpo Social, via votação.


A consulta ao Corpo Social da Cassi é a parte obrigatória do processo, respeitando o Estatuto da Cassi, uma vez que a proposta prevê entrada de recursos financeiros de cerca de R$ 40 milhões mensais, sendo R$ 23 milhões pelo Banco do Brasil, via ressarcimento de serviços, e R$ 17 milhões pelos associados, via contribuição extraordinária e temporária de 1% até dezembro de 2019.


A avaliação das entidades é que a proposta construída não é a solução definitiva para a Cassi, mas dá um passo importante para melhoria da gestão. A implantação desta proposta, acompanhamento dos projetos e as soluções apontadas em cada área, juntamente com a ampliação do modelo de atenção integral à saúde, podem ser o caminho para o equilíbrio e sustentabilidade da Cassi.


O próximo passo é o debate com os associados para que a proposta seja aprovada, ocorra a entrada de novos recursos financeiros na Cassi, seja contratada a consultoria e que se dê início à primeira fase na execução dos projetos melhoria de gestão.


“Conseguimos construir muitos consensos importantes durante todo o processo de negociação com as mais diversas entidades, dentre outros, o princípio da solidariedade, o foco no modelo de atenção integral à saúde, a necessidade de se ampliar a estratégia de saúde da família e o atendimento para ativos, aposentados e pensionistas, sem perda de direitos”
José Eduardo Marinho, diretor do Sindicato e funcionário do BB