Mínimo sobe para R$ 350 em abril e Imposto de Renda será corrigido em 8%

28

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que o salário-mínimo será reajustado para R$ 350 a partir de 1º de abril e que a tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física será corrigida em 8%. A combinação do reajuste para R$ 350 com a antecipação para abril significa um aumento de 13% para o trabalhador. A reivindicação atendida partiu dos trabalhadores brasileiros, representados pelas duas principais centrais sindicais do País.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), João Felício, e o presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, consideraram satisfatório o acordo firmado entre as lideranças de centrais sindicais e o presidente Lula para aumentar o salário mínimo e a tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

“Acho que foi uma vitória da população brasileira mais pobre e da classe média. Se nós conseguirmos efetivar acordos dessa natureza nos próximos anos, vamos recuperar muito o salário mínimo e atualizar verdadeiramente a tabela de imposto de renda”, avaliou o dirigente da CUT Nacional.

Essa conquista é fruto das mobilizações que as centrais sindicais fizeram nos últimos três anos cobrando a valorização do salário mínimo e a correção da tabela do imposto de renda. Segundo presidente da CNB, Vagner Freitas, “Não se trata simplesmente da vontade do Legislativo ou do Executivo, é um processo de pressão da sociedade em que as centrais tiveram posição de liderança”.