Movimento sindical cobra solução para o plano de saúde

13


A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu a entrada de novos usuários no Saúde Caixa devido a problemas relacionados à cobertura assistencial, como negativas de atendimento e descumprimento de prazos máximos. A medida só reforça a precarização ao qual o Saúde Caixa está sendo submetido internamente pelo banco. As mudanças realizadas pela Caixa e pela gestão do plano pioraram, e muito, o atendimento aos usuários e não atendem à demanda necessária.


A suspensão é preocupante, pois pode deixar em descoberto milhares de vidas. O movimento sindical bancário cobra medidas urgentes para regularização, bem como melhorias efetivas a fim de satisfazer a todos os usuários.


O Saúde Caixa é um dos melhores programas de saúde do país, mas com toda a negligência da direção da Caixa na gestão, o plano é líder de reclamações há meses. A Caixa quer acabar com o programa de saúde, mas empregados não vão permitir.


Ao suspender a inscrição de novos beneficiários, a ANS pune os usuários e não a gestão do plano. A decisão da ANS, que é controlada pelo mercado privado de planos de saúde, antecipa a decisão do governo golpista Temer.


É a primeira vez que o Saúde Caixa é impedido pela ANS de receber novos usuários, situação que evidencia o quadro de sucateamento do plano por parte da direção da Caixa, que promoveu uma reestruturação nas Gerências de Pessoas (GIPES), terceirizou o atendimento e fechou as portas para o relacionamento com os usuários, prestadores de serviços e terceiros contratados.


APOIE PROJETO PARA SUSTAR RESOLUÇÕES DA CGPAR – Entre no site da Câmara dos Deputados e apoie o Projeto de Decreto Legislativo (PDC 956/2018), de autoria da deputada federal Erika Kokay (PT-DF), com o objetivo de sustar a resolução da CGPAR que determina as alterações no Saúde Caixa. Acesse:

https://goo.gl/5aUo8h.