MPT, SRTE e Sindicato constatam o caos na segurança do Edifício Sede

9

  

Com o sistema de combate a incêndio totalmente desativado, a central de ar com tecnologia ultrapassada, que deixa o prédio no calor frequentemente, infiltrações, splits entupidos e maus odores nos banheiros. Estas são algumas das situações encontradas na inspeção feita nas instalações do prédio do Edifício sede da Caixa Econômica Federal (Rua Sena Madureira – Centro) por dois procuradores da Procuradoria Regional do Trabalho (PRT/7ª Região), dois engenheiros de Segurança da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/CE), um engenheiro contratado pelo Sindicato dos Bancários, representantes da CIPA e diretores do SEEB/CE e da Apcef/CE.


A inspeção nas instalações do Edifício Sede da Caixa veio em resposta às denúncias dos bancários encaminhadas ao Sindicato dos Bancários do Ceará, exigindo melhorias nas condições de conservação do prédio e melhores condições de trabalho. Os problemas estruturais no local são inúmeros e põem em risco, inclusive, a vida de trabalhadores e usuários, como por exemplo, o sistema de combate a incêndio está desativado e os constantes defeitos nos elevadores. Além disso, frequentemente, o Sindicato vem recebendo denúncias de falta de água e de climatização no prédio tornando as condições de trabalho insuportáveis, além das infiltrações por vários andares.


O Procurador Regional do Trabalho, Gerson Marques, que comandou a equipe de inspeção ao Edifício Sede da Caixa, disse ao final da vistoria: “é muito cedo para emitir juízo de valor, pois os engenheiros de segurança vão apresentar seus relatórios e vamos requisitar a inspeção também do Corpo de Bombeiros e ouvir a CIPA da Caixa. O próximo passo vai depender do conteúdo dos elementos que iremos juntar. No momento, não temos elementos para emitir um parecer, mas tão logo tenhamos, iremos nos posicionar”.


No último dia 11/4, o Sindicato dos Bancários do Ceará enviou ofício ao Ministério Público do Trabalho (MPT) solicitando audiência de mediação com a Caixa após ver frustradas uma série de negociações e intervenções procurando sanar os problemas de condições de trabalho, em especial no Edifício Sede. Em resposta, a Procuradoria Regional do Trabalho encampou uma inspeção às instalações do prédio e adotará medidas para solucionar os problemas encontrados. “Queremos solução imediatamente”, enfatizou o procurador Gerson Marques.


Para o diretor do Sindicato, Marcos Saraiva, “nosso papel como representante dos trabalhadores é sempre defender a categoria, exigindo um ambiente com segurança e condições de trabalho favoráveis. As situações drásticas como falta de climatização e os problemas graves decorrentes da ausência total do sistema de combate a incêndio, são questões que iremos continuar fiscalizando e exigindo condições dignas e de segurança para os empregados da Caixa”, conclui.


Clécio Morse, diretor do SEEB/CE, disse: “nós do Sindicato aguardaremos o posicionamento da Procuradoria Regional do Trabalho sobre a inspeção, para adotarmos providências visando solucionar os problemas do Edifício Sede da Caixa. Nós vamos continuar firmes e intransigentes na defesa da segurança dos trabalhadores”.