Muito lucro e pouco reconhecimento aos funcionários

62

Após divulgar o lucro alcançado no último semestre no valor de R$ 2,958 bilhões (19% de crescimento com relação ao mesmo período do ano passado), o Itaú anunciou que irá antecipar R$ 360,00 linear para cada funcionário a título de Participação Complementar nos Resultados (PCR).

Para o diretor do Sindicato dos Bancários e membro da Comissão de Empresa do banco, Ribamar Pacheco, esse valor comparado com a lucratividade que o banco alcançou no último período não corresponde e nem recompensa o esforço dos funcionários. “Podemos afirmar que é uma afronta ao corpo funcional do banco, que são os responsáveis por essa fortuna que o dono do Itaú vem acumulando ao longo dos últimos anos”, destaca.

Ribamar ainda informou que estava sendo discutido entre a Comissão de Empresa e a representação do banco a formatação de uma proposta para a PCR a ser contratada entre as duas representações, o que até o momento não se concretizou. “Na contra-mão dessa negociação, o banco vem e antecipa o pagamento, o que julgo ser migalhas se comparado ao alto lucro conseguido pelo Itaú”, completa.

O representante da COE Itaú finaliza dizendo que a COE irá se reunir emergencialmente para deliberar ações necessárias para se contrapor a esta postura antidemocrática do banco.