Nasce a Contraf em Congresso com mais de 300 trabalhadores do ramo financeiro

72

O 1º congresso da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) foi realizado em São Paulo, nos dias 25 e 26/4 e reuniu mais de 300 trabalhadores de todo o país.

A Contraf nasce vinculada organicamente à CUT e vai representar mais de um milhão de trabalhadores. A Contraf representa de fato e de direito todos os trabalhadores em bancos comerciais, bancos de investimentos, financeiras, cadernetas de poupança, caixas econômicas, bancos múltiplos e cooperativas de crédito, como também os trabalhadores em empresas coligadas pertencentes ou contratadas por grupo econômico bancário ou financeiro.

Os delegados também elegeram a diretoria executiva da Contraf, cujo presidente eleito foi Vagner Freitas (funcionário do Bradesco/SP). Segundo ele, a nova entidade vai ter – nesta campanha salarial – um enfrentamento difícil e fortíssimo com os patrões do ramo financeiro.

Foi aprovado ainda um plano de ação para os próximos três anos. A luta em defesa do emprego será a prioridade da próxima gestão da Contraf. Outros desafios são o combate à terceirização e à precarização do emprego, a segurança bancária, a ampliação do crédito e o controle democrático da sociedade sobre o sistema financeiro nacional, além da igualdade de oportunidades para trabalhadores e trabalhadoras do ramo financeiro.

Ao encerrar os trabalhos do 1º Congresso, Vagner Freitas observou que a Contraf vai organizar-se por local de trabalho, unificando sindicalmente o ramo financeiro. A primeira reunião da diretoria executiva da Contraf deverá acontecer nos próximos dez dias.