Negociação com a Fenaban define calendário

54

Na primeira rodada de negociação que aconteceu na quinta-feira, dia 23/8, entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban, foram definidos o calendário e um novo formato para as reuniões que acontecerão nas próximas semanas. As negociações ocorrerão em torno de grandes temas.


No dia 30/8 serão discutidas as Mesas temáticas (Saúde, Igualdade de Oportunidades, Assédio Moral, Segurança) e a conquistas de cláusulas novas na Convenção Coletiva Nacional.


Em 5/9, o tema debatido será Remuneração total, pois foi definida na Conferência Nacional a necessidade de “contratar” toda a remuneração dos trabalhadores, não apenas as partes fixas, como salários. As cláusulas relativas à manutenção do emprego e as reivindicações sociais serão negociadas no dia 13/9. Para a última rodada marcada, dia 20/9, está reservada a discussão das cláusulas renováveis.


“Essa foi apenas a primeira rodada de negociação, mas já deixamos claro que queremos um processo diferente dos anos anteriores. Pretendemos discutir em profundidade cada um dos temas propostos e avançar na conquista de novas cláusulas para os bancários e demais trabalhadores do sistema financeiro”, diz Vagner Freitas, presidente da Contraf-CUT. “E queremos que a Fenaban encare essas negociações com seriedade para que elas tenham resultados concretos”, conclui.


Nessa negociação foi garantida ainda a manutenção da data-base dos bancários em 1º/9, o que significa que tudo o que for acordado será retroativo a essa data caso as negociações se prolonguem. E prorrogadas as cláusulas da Convenção Coletiva até 30/9.

Mobilização – Na reunião do Comando Nacional que antecedeu a negociação foi aprovado calendário da jornada de lutas, com definição de temas que devem ser debatidos em todas as bases sindicais nas próximas semanas, culminando com atividades em Brasília na semana de 24 a 28/9. Foi marcada ainda para o dia 25/9 plenária para discussão da Campanha Nacional, com participação de todos os sindicatos do País em Brasília.