Negociação para discutir a RR é adiada

15

Foi adiado o início das negociações entre a Contraf-CUT e o Unibanco para discutir a Remuneração por Resultados (RR) dos bancários. A reunião estava marcada para o dia 6/2, e provavelmente deve ser remarcada para o dia 14/2.

Um dia antes da reunião, os integrantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Unibanco reuniram-se na sede da Contraf-CUT para preparar as negociações. No período da tarde, os representantes dos bancários solicitaram ao banco uma série de informações que servirão para subsidiar os debates. O Unibanco informou que não tinha tempo hábil para repassar as informações a tempo dos trabalhadores se inteirarem antes das negociações e a reunião foi adiada.

No início de janeiro, o banco anunciou alterações na RR de forma unilateral e desagradou aos bancários. Desde então, a Contraf-CUT e os sindicatos vêm insistindo na abertura das negociações. Depois da pressão promovida pelos bancários e de três reuniões com a empresa, o Unibanco concordou em abrir um processo de negociação com o movimento sindical.

A RR atinge hoje 12.963 funcionários que trabalham nas agências.

“A abertura das negociações foi um avanço e uma vitória, nosso objetivo é implantar no Unibanco um programa único e que contemple todos os funcionários da empresa. Depois da pressão, o banco concordou em abrir um canal de negociação com o movimento sindical para discutir um plano melhor programa de participação dos lucros ou resultados”, afirma o diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e funcionário do Unibanco, Alex Citó.