Negociações específicas do BB serão nos dias 23 e 24/9

36

Foram marcadas para os dias 23 e 24/9 (terça e quarta-feira) as primeiras rodadas de negociação das reivindicações específicas do funcionalismo do Banco do Brasil, que serão conduzidas pelo Comando Nacional dos Bancários, com a assessoria da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, da Contraf/CUT.


“Depois de quase 20 dias, o BB finalmente se manifestou e se dispôs a negociar as questões específicas dos funcionários. Nossa expectativa é que o BB tenha disposição de realmente avançar e garantir àqueles que construíram a solidez da empresa a participação na festa dos seus 200 anos”, afirma Marcel Barros, coordenador da Comissão de Empresa.


Na primeira reunião, dia 2/9, o BB se limitou a prorrogar até o próximo dia 30 o acordo coletivo do ano passado e vinha adiando as negociações, mesmo com as discussões já avançadas na mesa da Fenaban e das questões específicas da Caixa Econômica Federal. As principais reivindicações específicas do funcionalismo são: abertura imediata de negociação sobre PCCS; fim da lateralidade e pagamento das substituições; jornada de 6 horas para comissionados; fim do voto de Minerva na Previ, implantação imediata do Plano Odontológico na Cassi, entre outras.


“Esperamos que o BB trate com seriedade as negociações com os funcionários. O funcionalismo vem sofrendo muito com as condições de trabalho dentro do banco e precisa de mudanças urgentes. Além do mais, queremos que o banco reconheça dignamente o trabalho daqueles que fazem, e que fizeram, a história e a boa imagem do BB nestes 200 anos”, afirmou o presidente em exercício do Sindicato dos Bancários do Ceará e funcionário do Banco do Brasil, Carlos Eduardo.