No Banco do Brasil, a ausência para acompanhar filho ao médico é direito do trabalhador

8


No Banco do Brasil é direito do bancário a ausência para acompanhar filhos ao médico e dentista. Os funcionários do BB que quiserem converter em horas os dias para acompanhar filho ou dependente menor de 14 anos ou com deficiência à consulta e tratamento médico-odontológico devem entrar em contato com o gestor da unidade.


Quem tiver dificuldade ou encontrar recusa por parte do gestor, deve denunciar. Esse direito de fracionar o período de ausência para acompanhar os filhos foi uma das conquistas específicas dos bancários na Campanha Nacional 2015.


Consta na Cláusula 12ª do Acordo Aditivo do BB à Convenção Coletiva de Trabalho, o direito do funcionário ter dois dias abonados durante o ano para acompanhar filhos e dependentes em consulta.  O trabalhador conquistou na Campanha 2015 a possibilidade desse trabalhador poder fracionar esses dias em horas. Isso possibilita que o bancário acompanhe seus filhos em mais vezes durante o ano.