No BNB, ponto eletrônico é só de enfeite

11

Em visita às agências e unidades da Direção Geral do BNB, no Passaré, o Sindicato dos Bancários do Ceará constatou a instalação do Registro Eletrônico de Ponto (REP), mas sem qualquer utilidade, pois as máquinas não estão funcionando.


Procurada pelo SEEB/CE para dar explicações sobre o assunto, a Diretoria Administrativa alegou problemas na implantação de sistemas necessários ao pleno funcionamento do equipamento.


A justificativa apresentada pela área de Desenvolvimento Humano do BNB é inaceitável, pois a questão arrasta-se há meses, comprometendo, inclusive, o alto investimento realizado pela Instituição na aquisição das máquinas registradoras. A consequência desse marasmo é a exploração do trabalhador, através da extrapolação da jornada de 6h, principalmente nas unidades operadoras.


O Sindicato dos Bancários do Ceará cobra mais respeito da Direção do BNB para com seu funcionalismo e rejeita as desculpas para os sucessivos adiamentos e busca junto à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) o acionamento de fiscalização nas agências da Capital e do Interior e na Dirge, visando multar o Banco por irregularidades e descumprimento da jornada de trabalho.