NO BRADESCO GERENTES SÃO CONSTRANGIDOS A TIRAR SELFIES COM CLIENTES

26


O Bradesco implementou uma nova ação que está causando mal estar entre os bancários. Inicialmente chamada de Agita Quarteirão, a ação consiste em prospectar negócios e ampliar a base de clientes por parte de gerentes PF e PJ do banco. O problema é que, além da pressão por metas exorbitantes, os funcionários estão tendo de tirar uma selfie com o cliente em questão, causando constrangimento em ambas as partes.


Segundo denúncia, os gerentes PJ e PF vão para a rua visitando estabelecimentos próximos à agência, convidando a abrir conta. Quem já teve conta no Bradesco e migrou para outro banco é questionado sobre o motivo, se foi pela tarifa, aí o gerente vê a oferta do concorrente e tenta cobri-la.


E ainda tem que mandar uma planilha em separado dizendo o que você fez no dia. As visitas são estipuladas e dão bases para o trabalho de prospecção de clientes, segundo denunciou uma bancária, que disse haver diretores e gerentes regionais que ainda pressionam a tirar foto das visitas e mandar para eles. É um constrangimento, tanto para o cliente como para os funcionários.


O movimento sindical, em contato com a direção do banco, cobrou o fim dessa ação. O Bradesco se comprometeu a resolver o problema e afirmou que já havia entrado em contato com os diretores regionais e os orientado nesse sentido. No entanto, em São Paulo, por exemplo, nos dias seguintes, o Sindicato continuou a receber relatos e denúncias de que continuavam  as cobranças pelas selfies.


“São impressionantes as ações para exigir o cumprimento das metas. Vamos continuar a exigir o fim das metas abusivas e melhores condições de trabalho, visando reduzir a sobrecarga e o estresse entre os bancários”
Gabriel Rochinha, diretor do SEEB/CE