Nova negociação sobre Saúde com a Fenaban

60

O Comando Nacional dos Bancários retoma na terça-feira, dia 7/11, as negociações específicas sobre saúde com a Fenaban.

A primeira rodada de negociações aconteceu em 13/9, durante a Campanha Nacional. O segundo encontro, agendado para o dia 27/10, acabou sendo cancelado pelos banqueiros.
Segundo o Comando, a principal reivindicação é a isonomia de direitos entre os afastados e os trabalhadores da ativa. O assunto foi tema de diversos protestos realizados nos últimos meses por vários sindicatos, especialmente contra o Bradesco, um dos campeões em adoecimento de bancários.

Atualmente, o bancário afastado perde o direito a receber conquistas como o vale-alimentação, o vale-refeição e o vale-transporte. Ele é obrigado a deixar de trabalhar por causa da doença, mas não deixa de comer nem de precisar de transporte para a fisioterapia e para o hospital. O bancário acaba punido duas vezes: além de adoecer por causa das más condições de trabalho oferecidas pelo banco, perde o direito a verbas que já estavam incorporadas no seu orçamento.