Nova reestruturação na área de serviços e infraestrutura atinge Fortaleza

8


Fortaleza está entre as praças mais atingidas pela reestruturação na VISIN (Vice-Presidência de Serviços, Infraestrutura e Operações) apresentada pelo Banco do Brasil, no último dia 7/1, para a Contraf-CUT. O banco informou que haverá criação de diversos cargos, mas também haverá movimentação de pessoal em várias localidades. Na reestruturação haverá criação de sete novos centros e centralização de serviços.


A nova reestruturação envolve as principais localidades onde já existem os grandes centros de serviços e logística e, praticamente, todos os locais com plataformas PSO. E as praças mais atingidas serão as de Fortaleza, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Manaus, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.


Na sexta-feira, dia 8/1, foi apresentado o modelo aos funcionários com o cronograma de implantação previsto já para o mês de janeiro. E no sistema ARH está disponibilizado o quadro real de aumento ou redução de vagas em cada praça.


A Comissão de Empresa dos Funcionários do BB criticou o banco por mais uma vez apresentar uma reestruturação com prazo curto de implantação e envolvendo movimentação de centenas de funcionários. Solicitou a prorrogação dos prazos apresentados, a apresentação de números mais detalhados de cada praça, a garantia de manutenção de praça e remuneração aos funcionários envolvidos, com critérios claros nas movimentações e o aproveitamento prioritário nas vagas de ascensão profissional.


Os representantes dos funcionários também solicitaram que após a rodada de movimentações, caso não haja aproveitamento e realocação total em cada praça, seja implantado VCP de reestruturação com prazo mínimo de 1 ano. A Comissão de Empresa dos Funcionários solicitou ao BB uma nova reunião no dia 20/1, para avaliação do processo e apresentação da real necessidade de movimentações em cada praça.