O Brasil em Todas as Copas

29

A Copa do Mundo da Alemanha está chegando e para não fazer feio nas rodas de amigos, nos bolões e nem perder nenhum lance importante, a Tribuna Bancária traz para seus leitores, uma série de matérias com análises e as últimas informações sobre o que antecede a competição. O técnico da seleção brasileira anunciou, na manhã do dia 15/5, segunda-feira, os 23 jogadores convocados para a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha. A principal surpresa ficou por conta da escalação do goleiro do São Paulo, Rogério Ceni. O lateral corinthiano Gustavo Nery, que vinha sendo convocado para os últimos jogos amistosos do Brasil, ficou de fora. Em seu lugar foi convocado Gilberto, lateral do Hertha Berlim.

O historiador e amante do futebol, o bancário cearense Airton Fontenele, em seu livro “O Brasil Rumo à Alemanha” lembra que esta é a décima oitava Copa do Mundo, onde estarão presentes 32 países, com a presença de oito países estreantes, alguns em decorrência da divisão territorial na Europa. Também estarão presentes seis países campeões do Mundo: Brasil (5 títulos), Alemanha (3), Itália (3), Argentina (2), Inglaterra (1) e França (1).

O estudioso Airton Fontenele faz análise em seu livro sobre os três primeiros adversários do Brasil, na Copa. O primeiro é a seleção da Croácia, no dia 13 de junho, no Estádio Olímpico de Berlim. A Croácia disputou duas Copas do Mundo: em 1998 ficou em 3° lugar e em 2002, em 23°. Os croatas estão invictos igualmente nos dois confrontos diante de seleções brasileiras.

O segundo adversário é a Austrália, que joga com o Brasil dia 18 de junho, em Munique, sendo o único representante da Oceânia. A Austrália, depois de 32 anos, volta a disputar uma Copa do Mundo. Classificou-se para este ano, na repescagem contra o Uruguai. A seleção australiana já enfrentou o Brasil oito vezes em diferentes categorias. A grande “arma” da Austrália para a Copa de 2006 está no “banco”: o seu treinador, o holandês Guus Hiddink. Na última Copa, obteve o 4° lugar. A maioria dos seus jogadores atua na Europa, notadamente na Espanha, Inglaterra, Holanda e Itália. Seus maiores destaques são o meio – campista Culina (PSV) e os atacantes Vidula (Middlesbrough) e Kewell (Liverpool).

O terceiro adversário do Brasil é o Japão, cujo jogo será em 22 de junho em Dortmund. O Japão disputou duas copas do Mundo: 1998, sendo o penúltimo lugar (31°) e 2002 (eliminado nas oitavas-de-final). Enfrentou o Brasil dez vezes, em diferentes categorias, ganhando somente uma partida.


O bancário aposentado e historiador esportivo Airton Fontenele lançou dois livros – “O Brasil em Todas as Copas” e “O Brasil na Rota da Alemanha” – no último dia 16/5, em Fortaleza. A apresentação das obras foi feita pelo jornalista esportivo Tom Barros, que ressaltou “não sei o que é maior: o amor que ele tem pelo futebol ou se o que ele nutre pela exatidão da pesquisa. Somente a soma dos dois sentimentos resultaria numa doação à obra”.