Os Interesses Nacionais (Parte I)

34

Para além do eleitoralismo vulgar e irresponsável expresso principalmente pelo conservadorismo de Alckmin (PSDB) e oportunismo de Roberto Freire (PPS), os brasileiros devem analisar mais profundamente as relações entre o Brasil e a Bolívia a partir da ação nacionalista de Evo Morales. Como sabemos o presidente boliviano decretou a nacionalização do gás e do petróleo. E agora, como deve reagir o Brasil?

Que os interesses nacionais têm que ser defendidos, é o óbvio. E eles o serão adequadamente defendidos com cabeça fria e informações suficientes para definir a estratégia de negociação que já se iniciou.

É do interesse nacional uma solução negociada com o governo boliviano, dentro das novas regras estabelecidas soberanamente e de direito pelo novo governo de uma nação que acaba de iniciar um ajuste de contas com sua própria história e de reabrir perspectivas de futuro, coisa que tinha perdido.

É do interesse nacional do Brasil uma Bolívia soberana e atenta aos interesses de seu povo, que pare de nos remeter imigrantes ilegais para ser mão-de-obra barata e super-explorada em São Paulo e outras cidades brasileiras. É do interesse nacional que a Petrobrás permaneça na Bolívia, garantindo, dentro das novas regras e numa negociação de partes soberanas, o abastecimento de gás indispensável ao Brasil e também indispensável à Bolívia, pois este país depende dessa compra pelo seu vizinho e maior comprador.

Está escrito na nossa Constituição que “A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando a formação de uma comunidade latino-americana de nações”. Não nos desviemos deste princípio constitucional diante do desafio conjuntural que deve ser resolvido também com um olhar estratégico para a construção de um futuro, que deve aproximar países irmãos.

Se conseguirem uma negociação adequada com o governo boliviano, o governo brasileiro e a Petrobrás entrarão para a história – uma história de que fez e faz parte a luta pela manutenção da Petrobrás como patrimônio coletivo brasileiro.