PAC e seus impactos será tema de debate no Sindicato, dia 5/2

69

No próximo dia 5/2, às 19 horas, o gabinete do deputado federal José Nobre Guimarães (PT/CE) promoverá um debate para discutir as ações do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) anunciado recentemente pelo governo. O debate será na sede do Sindicato dos Bancários do Ceará. O convidado especial para esse debate será Sidrião Alencar, superintendente do ETENE, do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) foi anunciado no dia 22/1 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e será viabilizado por medidas provisórias, administrativas e projetos de lei, consubstanciando os investimentos para o próximo quadriênio. Algumas dessas providências exigem aprovação do Congresso Nacional.

O debate com o superintendente do ETENE/BNB gira em torno das principais medidas apresentadas no programa, relativas à área de gestão para restringir o déficit projetado para a Previdência Social e para desobstruir a implementação de projetos, principalmente na área de infra-estrutura.

Esse elenco de ações pretende mobilizar, entre 2007 e 2010, recursos estimados em R$ 503,9 bilhões, do governo central, empresas estatais e do setor privado. Do orçamento da União sairão R$ 67,8 bilhões, enquanto as empresas estatais e empresariado concorrerão com R$ 436,1 bilhões para impulsionar a infra-estrutura.

O PAC também privilegia a habitação e o saneamento, como segmentos capazes de influírem na formação dos próximos PIBs, em razão do volume de empregos, da renda auferida e seus efeitos no mercado interno. Finalmente, se dilata pelos recursos hídricos, contemplando, de modo especial, a revitalização das bacias dos Rios São Francisco e Parnaíba.