Palestra esclarece novo plano e saldamento da Funcef

25

O coordenador do Comitê de Ética da FUNCEF, Antônio Bráulio de Carvalho, proferiu palestra sobre o Novo Plano e Saldamento da Fundação, a convite do Sindicato dos Bancários do Ceará. O seminário ocorreu no auditório do SEST/SENAT, no dia 1º/8, em Fortaleza. Na manhã do dia 2/8, às 8h, Bráulio prosseguiu com os esclarecimentos sobre o Novo Plano e Saldamento, desta vez, no auditório do Edifício sede da Caixa. Os eventos foram realizados em parceria com as Associações Cearense dos Economiários Aposentados (ACEA/CE) e do Pessoal da Caixa (Apcef), para todos os empregados ativos e aposentados.

O palestrante esclareceu que está aberto o processo de opção ao saldamento do REG/REPLAN e inscrição no Novo Plano de benefícios da FUNCEF e detalhou cada item. Até o dia 31 deste mês, o participante poderá escolher se permanece no plano atual ou se faz a adesão. Destacou Bráulio, ainda, que o novo plano de benefícios da FUNCEF e o saldamento foram aprovados em 14 de junho pela Secretaria de Previdência Complementar (SPC).

“Esse tipo de evento é uma oportunidade para os funcionários da Caixa conhecerem o novo plano e tirarem suas dúvidas”, ressaltou Marcos Saraiva, presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, responsável direto pela realização dessa palestra.

Primeira Negociação – Contraf-CUT e a Caixa Econômica Federal reúnem-se dia 9, quarta-feira, para uma rodada de negociações, o primeiro encontro após a Conferência Nacional, quando os empregados definiram as reivindicações para esta Campanha Nacional. A reunião com a Caixa está marcada para às 9h. Um dia antes, terça-feira, os membros da Comissão Executiva dos Empregados (CEE) reúnem-se para preparar a negociação. O encontro está marcado para 16h, na sede da Fenae, em Brasília.

Reivindicações – No Encontro Nacional dos Empregados da Caixa, os bancários aprovaram que a Campanha Nacional será unificada. A mesa específica com a direção da empresa, ocorrerá concomitantemente às negociações gerais com a Fenaban. Foram definidos pontos prioritários: PCC/PCS, isonomia de direitos a todos os bancários, respeito à jornada de seis horas, Direp (Diretor Representante dos empregados na direção da empresa), mais empregados para todas as unidades, entre outros.