Paralisadas atividades por uma hora em Fortaleza

66

Diretores do Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB/CE), junto com funcionários do Banco do Brasil, realizaram manifestação nesta quarta-feira, 16/5, na agência do BB na Bezerra de Menezes. Durante o ato, foram apresentados os problemas que afetam a categoria. Entre eles, a terceirização que vem sendo implementada, os programas apresentados pelo banco – Plano de Adequação de Quadros (PAQ) e Plano de Afastamento Antecipado (PAA), além de estudo comprovando a existência de assédio moral na agência.


Os funcionários da agência, juntamente com o Sindicato, atrasaram o atendimento em uma hora. Essa paralisação foi decidida em reunião com os bancários da Bezerra de Menezes antes da manifestação. O ato havia sido deliberado em assembléia realizada na terça-feira, dia 15/5, na sede do SEEB/CE.


Na agência da Av.Bezerra de Menezes, dos três postos de caixa, permanecerá apenas um, havendo uma perda de dois cargos comissionados e gerando uma precarização no serviço. “O atendimento do BB demora muito. A redução vai fazer com que a gente demore mais ainda na fila. A manifestação é muito justa”, afirma o cliente do BB, Nilvandro de Freitas.


Para o presidente do SEEB/CE, Marcos Saraiva, está ocorrendo o maior achatamento do BB de todos os tempos. “Esse não é o banco do Luís, do Paulo, da Maria… é o banco de maior respeito do Brasil, um banco do povo, e é preciso ter respeito pelo povo e pelos funcionários que tiveram participação fundamental nesse lucro trimestral de R$ 1,41 bilhão”.