Pelo segundo mês consecutivo, ataques a bancos se concentram no Interior

7


Há dois meses, o levantamento feito pelo Sindicato dos Bancários do Ceará através de notícias divulgadas nos jornais locais sobre ataques a bancos, não é registrada nenhuma ação em Fortaleza. Um dos motivos, acredita o Sindicato, é a adequação das agências da Capital ao Estatuto Municipal de Segurança Bancária. As 14 ações registradas nesses dois últimos meses, seis em outubro e oito em novembro, todas foram realizadas no Interior.


Em outubro, seis unidades bancárias foram atacadas nos municípios de Frecheirinha, Lavras da Mangabeira, Solonópole, Maracanaú, Penaforte e Paraipaba. Já em novembro foram registradas ocorrências em Pindoretama, Itarema, Paramoti, Horizonte, Palmácia, Pedra Branca, Meruoca e Boa Viagem.


Das ocorrências registradas em novembro, cinco foram arrombamentos e três tentativas. Do total, em quatro ações foram utilizados explosivos, aumentando para 40 o número de explosões de agências em 2013.


No âmbito geral, as ações já ultrapassam, e muito, as registradas no mesmo período do ano passado. De janeiro a novembro foram registradas 131 ações. Destas, 89 diretas contra bancos ou caixas eletrônicos, cinco contra carros fortes/malotes e 37 saidinhas bancárias. No mesmo período de 2012 foram 103 ações ao todo, sendo 62 diretas contra bancos ou caixas, quatro contra carros fortes e 37 saidinhas.


BB segue na liderança como alvo principal das quadrilhas – O Banco do Brasil continua sendo o alvo principal de assaltantes no Estado. Até novembro deste ano foram 60 ataques ao BB. O segundo alvo preferido das quadrilhas é o Bradesco, com 47 ataques, seguido da Caixa Econômica com cinco, Itaú e Santander com três cada e outros/ou não divulgados, 12.


CONFIRA AS AÇÕES REGISTRADAS EM NOVEMBRO

20/11 – Durante a madrugada um grupo de assaltantes entrou no posto de atendimento do Banco do Brasil em Pindoretama. Os bandidos entraram pelos fundos e danificaram todo o sistema de segurança e o cofre da dependência.


23/11 – Cerca de oito homens tentaram explodir uma agência do BB em Itarema (237 km de Fortaleza), durante a madrugada. A dinamite colocada pelo grupo perto dos três caixas eletrônicos do banco não explodiu.


25/11 – Na agência do BB de Horizonte, ladrões teriam usado um maçarico para fazer um buraco no caixa. O fato ocorreu na madrugada. Na mesma noite, bandidos explodiram caixas eletrônicos no Bradesco de Paramoti.


28/11 – Um caixa eletrônico do Bradesco foi violado durante a madrugada em Palmácia, (73 km de Fortaleza). Nada foi levado, pois a polícia conseguiu evitar a ação.


29/11 – Durante a madrugada, em Boa Viagem, dois homens destruíram a porta do Bradesco com uma marreta e tentaram arrombar um dos caixas eletrônicos do local. A dupla tentou fugir com a chegada a polícia, mas foi perseguida e presa. Na mesma noite, um grupo de seis homens explodiu o Bradesco de Meruoca (277,3 km de Fortaleza). Também no dia 29, um bando atacou a cidade de Pedra Branca e explodiu a agência do BB roubando vários malotes. Alguns moradores foram feitos de reféns.