PL PREVÊ TRABALHO BANCÁRIO AOS FINAIS DE SEMANA

32


Um projeto de lei do deputado federal David Soares (DEM-SP) pretende obrigar bancos a abrir agências aos sábados, das 9h às 14h, e domingos, das 9h às 13h. O PL 1043/19 está sendo analisado pelas comissões de Defesa do Consumidor; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovado nas comissões, segue para votação em plenário. O direito dos bancários de não trabalharem aos sábados e domingos é assegurado pela Lei 7.430/85, e está no artigo 224 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).


Não existe necessidade de obrigar que bancários trabalhem aos finais de semana. Com as novas tecnologias, a maior parte dos clientes já é atendida remotamente, inclusive aos sábados e domingos. Além disso, a categoria bancária, já há algum tempo, tem proposta de trabalho em dois turnos durante a semana, respeitando a jornada de seis horas. Se acatada pelos bancos, o atendimento ganharia qualidade. O que os bancos precisam é contratar mais.


Os bancos já tentaram várias vezes burlar a CLT. O banco da vez é o Santander, que desde o dia 4/5 tem aberto agências em alguns lugares do país sob a justificativa de proporcionar “educação financeira” aos clientes, mas os bancários têm protestado contra essa postura.


REAJA – O site da Câmara dos Deputados está com enquete aberta sobre o PL 1043/19 e os bancários devem se manifestar votando Não no link http://bit.ly/2EHvrdt para defender seu direito de não trabalhar aos finais de semana. Além disso, a categoria também pode expressar sua indignação com o projeto enviando mensagens aos deputados, incluindo o autor da proposta, através do link http://bit.ly/2W1kfOY.


“Essa é uma conquista histórica da categoria e não vamos permitir que esse direito seja retirado. Seguiremos firmes na luta em defesa de nossos direitos e conquistas”
Gabriel Rochinha, diretor do Sindicato e funcionário do Bradesco