Planos odontológicos aumentam 10% sem discussão prévia com funcionalismo

9


O Santander divulgou comunicado aos funcionários no qual informa que os planos odontológicos terão reajustes de, em média, 10%. O Sindicato dos Bancários do Ceará questiona o aumento que sequer foi discutido previamente com os trabalhadores.


No início do ano, o banco também aumentou a coparticipação dos planos de saúde sem qualquer negociação prévia. Os sindicalistas cobram que o banco abra a possibilidade de upgrade e downgrade para os usuários do plano de saúde, prática que não se faz há muito tempo, mas que fez agora para os odontológicos. A representação do funcionalismo cobra ainda que se preste esclarecimentos sobre as formas e regras de reembolsos médicos e odontológicos.


Além do aumento, a nota divulgada no dia 15 de abril informa que os usuários podem mudar de plano odontológico, para um mais amplo ou mais básico, e também de operadora: Interodonto ou Odontoprev. As solicitações feitas até o último dia 25 de abril entraram em vigor no dia 1º de maio, e as feitas até 25 de maio, passam a valer em 1º de junho.


“O reajuste não teve discussão com os trabalhadores e, mais uma vez, o Santander toma medidas que afetam o bolso dos funcionários sem qualquer discussão prévia. Vamos questionar o banco, assim como já estamos cobrando questões relativas aos planos de saúde”
Eugênio Silva, diretor do Sindicato e secretário de Saúde