PLEBISCITO AUTORIZA SINDICATO A NEGOCIAR AJUSTES NO SISTEMA PONTO A PONTO

23


O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou nos dias 6, 7 e 8/5, via e-mail, um plebiscito com os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) sobre ajustes no sistema ponto a ponto.


Ao todo, 161 funcionários responderam aos questionários enviados pelo Sindicato. Desses, 146 responderam SIM, autorizando o Sindicato a negociar os ajustes no sistema de transporte coletivo, e 15 disseram Não. A partir desse resultado, o Sindicato deve ser reunir em breve com o Banco para a primeira negociação sobre os referidos ajustes a serem feitos.


A realização da consulta ao corpo funcional foi acordada durante reunião realizada na sede do Sindicato no início do mês de maio para tratar sobre o tema. Em uma vitória do Sindicato em favor dos funcionários do BNB, a Justiça do Trabalho determinou, em decisão definitiva, o restabelecimento do transporte coletivo no chamado “sistema ponto a ponto”, que estabelece diversas rotas, saindo da Praça Murilo Borges, no Centro, até o Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas (CAPGV), no Passaré. Essa ação do Sindicato também buscou promover uma medida de acessibilidade urbana e conscientização ambiental. Para continuar cumprindo essa decisão, o BNB deverá realizar licitação até o próximo dia 31 de maio para contratação do serviço por cinco anos, no valor estimado em R$ 7 milhões.


Ocorre que segundo estudo interno apresentado pela área de logística do BNB, o sistema está sendo utilizado por menos de 10% dos funcionários a quem se destina, lotados no CAPGV. Para equacionar essa situação, ponderando a manutenção do direito dos trabalhadores frente à boa gestão de recursos públicos, o Sindicato realizou consulta aos interessados sobre a possibilidade de subscrever um termo de ajuste de conduta junto ao Ministério Público do Trabalho visando adequar o cumprimento da sentença judicial à realidade da utilização do sistema ponto a ponto, com a ressalva de possível readequação caso a demanda seja aumentada.


“Qualquer ajuste que venha a ser proposto pela diretoria do Banco na operacionalização do sistema ponto a ponto só será aceito pelo Sindicato se não prejudicar qualquer um dos atuais usuários. Também estaremos atentos para preservar a essência da decisão judicial que garante a todos os funcionários do Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas a prerrogativa de utilização do transporte coletivo às expensas do Banco. Isso para garantir que uma futura elevação de procura pelo uso do transporte seja prontamente atendida pelo Banco”

Tomaz de Aquino, diretor do
Sindicato dos Bancários do Ceará e coordenador da CNFBNB