Previdência, Saúde e Terceirização são temas da primeira negociação com o BNB

11


O Sindicato dos Bancários do Ceará participou da primeira reunião de negociação entre a Contraf-CUT e a direção do BNB, na qual as representações dos trabalhadores cobraram soluções para as reivindicações nas áreas de previdência, saúde e terceirização. A reunião, que foi assessorada pela Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB), aconteceu na última sexta-feira, dia 24/8. A mesa foi coordenada pelo vice-presidente da Contraf-CUT, Carlos Sousa, e contou ainda com a presença de representantes da Fetrafi-NE e da FEEB/BA-SE, além dos sindicatos que compõem a Comissão.


PREVIDÊNCIA – Os bancários apresentaram as reivindicações relativas à previdência, incluindo melhoria no plano de previdência complementar, fim da contribuição sobre o 13º do benfício pago pela Capef, democratização do fundo de pensão com o fim do voto de qualidade, aporte de recursos, custeio e administração do plano.


Resposta do Banco – O BNB informou que instalou no ano passado uma mesa temática sobre previdência e que está formulando um plano que atenda melhor seus funcionários. Sendo assim, o superintendente de Desenvolvimento Humano, Francisco Cavalcante, propôs que essas questões continuem sendo debatidas no âmbito da mesa temática, mas informou que o BNB está construindo um plano de incentivo à aposentadoria que pode contemplar algumas das reivindicações da pauta específica. “Queremos cobrar aqui que esse plano de incentivo seja disponibilizado o mais breve possível aos sindicatos para ser discutido com as bases”, ressaltou o coordenador da CNFBNB, Tomaz de Aquino.


SAÚDE – Os bancários apresentaram reivindicações referentes ao plano de custeio da Camed, saúde ocupacional, programa de assistência social, combate ao assédio moral, conselho de usuários da Camed, fundo especial de custeio à saúde, ampliação da rede credenciada, eventos voltados para a saúde preventiva, entre outras.


Resposta do Banco – De acordo com os representantes do Banco, alguns temas já estão em debate na mesa de temática de saúde e nos grupos de trabalho relativos à Camed. Quanto ao Fundo de Custeio à Saúde, Tomaz cobrou detalhes sobre a aplicação de uma pesquisa que definiria a criação do fundo. De acordo com ele, debates anteriores definiram que esse instrumento ficaria sobre responsabilidade do Banco, entretanto, a Comissão Nacional quer participar do processo.


SOCIAIS – Os representantes dos funcionários apresentaram questões relativas à segurança (como instalação de biombos em todas as unidades do Banco), operacionalização do Credi e do Agro Amigo, convocação de aprovados do concurso 2010, entre outros ítens.


O Banco divulgou no dia 24/8, inclusive na grande imprensa, que já no próximo mês deve substituir 545 terceirizados por 391 empregados concursados, elevando, assim, o quantitativo de pessoal próprio do BNB para o total de 6.286 empregados. As vagas autorizadas pelo governo federal serão preferencialmente para compor a lotação das 25 novas agências a serem inauguradas ainda em 2012. “Essa é uma reivindicação histórica dos trabalhadores do Banco do Nordeste. Essas contratações são frutos de inúmeras conversas durante as reuniões da mesa permanente e nosso objetivo é ampliar esse número de contratações visando atender melhor a população, fortalecer a atuação do Banco e gerar um melhor ambiente de trabalho para todos”, diz Tomaz de Aquino.


A Contraf-CUT cobrou ainda que a operacionalização do Credi e do Agro Amigo passe a ser feita por funcionários do BNB e não mais por terceirizados, como é hoje. O BNB informou que hoje esses programas são geridos por uma Oscip (organização da sociedade civil de interesse público). Entretanto, questionado pela Comissão, o Banco informou que se for de interesse do BNB, ele pode passar a gerir esses programas. “Isso dá margem para que o BNB seja um exemplo de moralização e substituição do serviço terceirizado”, avalia Carlos Sousa, vice-presidente da Contraf-CUT.


A próxima rodada de negociação deve acontecer ainda nesta semana debatendo as cláusulas relativas à emprego, sindicais e remuneração. Lembrando que a pauta específica dos funcionários do BNB está disponível no site do Sindicato (www.bancariosce.org.br), no banner “Campanha Salarial 2012 – Minutas Específicas”.