Prioridade é manter direitos. Minuta será entregue dia 15/5

36


Os financiários vão entregar sua minuta de reivindicações à Fenacrefi na próxima terça-feira (15/5). O documento foi aprovado durante a 3ª Conferência Nacional dos Financiários, ocorrido nos dias 3 e 4/5, na sede Contraf-CUT, em São Paulo, e reivindica reajuste salarial da inflação medida pelo INPC/IBGE, mais aumento real. É o início da fase de negociações da Campanha Nacional da categoria, que tem data-base em 1º de junho.


O principal objetivo dos trabalhadores é manter os direitos garantidos na Convenção Coletiva de Trabalho que está em vigor até 31 de maio. Os trabalhadores também aprovaram como pontos centrais da Campanha Nacional a defesa intransigente da democracia como forma de garantia de direitos; e as eleições 2018 como estratégicas na luta contra os ataques aos direitos dos trabalhadores e, indicando o voto em candidatos comprometidos com a defesa de seus direitos. “Esta será a primeira negociação após a Reforma Trabalhista. Por isso temos que assegurar a manutenção dos nossos direitos, com garantias de que a nova lei não nos afete”, disse Leandro Medeiros, diretor do SEEB/CE e da Fetrafi/NE.


Confira os principais temas da minuta 2018:


1.Defesa da CCT e manutenção de direitos;


2.A CCT tem de continuar válida para todos e todas da categoria;


3.Proibir as demissões em massa;


4.Reajuste salarial e aumento real;


5.Manutenção das homologações das rescisões de contrato de trabalho nos sindicatos;


6.Não à Terceirização;


7.Em Defesa do Emprego;


8.Criação de uma taxa de negociação para manutenção das entidades de representação sindical que realizam as negociações com as empresas financeiras.