Projeto deve melhorar a locomoção de quem utiliza transporte público em Fortaleza

14

Todo mundo já ouviu falar, mas poucos sabem como funciona. O programa de integração dos transportes de Fortaleza, implantado desde julho de 2007, veio facilitar a vida de quem utiliza o transporte público da Cidade, mas ainda não é uma realidade para todos.


O programa, intitulado Integração Temporal, permite ao usuário do transporte coletivo, em um certo intervalo de tempo e pagando uma única passagem, utilizar mais de um ônibus para a realização da sua viagem, sem a necessidade de passar por um terminal de integração.O tempo que a pessoa tem disponível é calculado a partir do tempo de viagem restante do ônibus mais 30 minutos extras.


Segundo a diretora técnica da Etufor, Calina Barros, o projeto já foi implantado em 58 linhas do Sistema Integrado, o que representa 26,4% das linhas regulares de ônibus. “A implantação está sendo gradativa, mas já beneficia muitas pessoas”. Ela afirma que a Integração Temporal está se encaminhando para a quinta e última fase de implementação, que deve ocorrer ainda este semestre.


Em julho de 2007 foi implantada a primeira fase, que envolveu linhas do percurso Passaré/Castelão/Dias Macedo – Terminal de Messejana. A segunda parte aconteceu em setembro, envolvendo linhas que abrangem Mondubim I, Conjunto José Walter e Terminal de Messejana. A terceira fase, implantada em outubro, ligou o Vila União ao Terminal do Papicu e a Região da Câmara Municipal ao Terminal de Messejana.


A quarta etapa, realizada em novembro, ligou o Antônio Bezerra à Rodoviária João Tomé, o Parque Dois Irmãos ao Terminal do Papicu, o Aracapé ao Terminal do Siqueira e o Parque Santana ao Terminal de Parangaba. Segundo a assessora de imprensa da Etufor, Kerla Alencar, os lugares de implantação da fase piloto do projeto foram escolhidos baseados na dificuldade de transporte existente nessas áreas. Além disso, o bairro de Messejana foi privilegiado devido à solicitação da comunidade no Orçamento Participativo.


Kerla ressalta que a passagem única só é válida para continuação de percurso, ou seja, sentido único. Ao contrário do que muitos pensam, não é permitido ao passageiro ir e voltar pagando apenas uma passagem. “Nas cidades onde a integração temporal permite ida e volta com uma só passagem houve um aumento considerável no valor das tarifas. Essa não é a intenção da Prefeitura de Fortaleza”, complementa. Quanto à falta de divulgação do projeto, ela afirma que foi uma estratégia da Prefeitura. “Não queríamos criar uma expectativa frustrada no restante da população. Preferimos fazer uma divulgação focada nos lugares de execução do programa”.

COMO FUNCIONA


• Você pega o ônibus no bairro, pagando a passagem com o Vale-Transporte Eletrônico (Vermelho) / Vale-Transporte avulso (Cinza) ou a carteira de estudante (carregada de créditos). A partir do momento que você passa um desses documentos no validador eletrônico, que fica na catraca, você tem o tempo restante da viagem, acrescido de 30 minutos, para pegar outro ônibus. Quando você entrar no outro veículo, o validador apresentará a palavra “Integra” e não será descontado nenhum valor dos seus créditos.


• Quando você for fazer a Integração Temporal a partir do terminal, será preciso passar o Vale-Transporte Eletrônico ou a carteira de estudante num validador instalado nos terminais de Antônio Bezerra, Messejana, Parangaba e Papicu.


• Para colocar créditos na carteira de estudante ou recarregar o Vale-Transporte Avulso, você pode ir até a sede do Sindiônibus, Farmácia Dose Certa na Av. Bezerra de Meneses, Megafarma da Av.José Bastos, Plaza Shopping, Praça do Ferreira e Shopping Metrô.


• SERVIÇO: Esclarecimentos sobre a Integração Temporal pelo telefone 3105-3245 ou no site: www.etufor.ce.gov.br/