Proposta de incentivo à aposentadoria avança, mas pode melhorar

21

A Contraf-CUT realizou dia 10/6, nova rodada de negociação com o Itaú/Unibanco. Os principais temas debatidos foram Plano de Cargos e Salários (PCS), Central de Realocação, PCR e programa de incentivo à aposentadoria. As Comissões de Organização dos Empregados de Itaú e Unibanco reivindicaram a abertura de discussão para a criação de um PCS para todos os funcionários. O banco mais uma vez se negou ao debate. Como alternativa nesse momento, os representantes dos trabalhadores defenderam a equalização de salários entre setores semelhante dos dois bancos, como é o caso da Central de Atendimento.


O banco apresentou o balanço da realocação de trabalhadores até o dia 8/6. Foram realocados 1.345 funcionários e há 500 em processo, num total geral de 1.845 pessoas. Os representantes dos trabalhadores reivindicaram ao banco a antecipação de 50% do valor pago em 2008, que foi de R$ 1.800,00. O banco afirmou que o tema depende das negociações em curso entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban a respeito do modelo da PLR. Além disso, as COEs exigiram a desvinculação do auxílio-educação do PCR.


A próxima rodada de negociação será focada nas questões relativas ao emprego, PCS e PCR. A data ainda não foi definida.