Publicação de bancários cearenses marca presença na Fliporto 2009

16

Os cearenses Klévisson Viana e Francisco Cunha, autores de ‘As aventuras de Dom Quixote em versos de cordel’ e ‘O duelo de Lampião e Dom Quixote’, respectivamente, foram os dois autores convidados a fazer parte da lista de lançamentos de livros da V Festa Literária Internacional de Porto de Galinhas – FLIPORTO 2009, que aconteceu de 5 a 8 de novembro em Pernambuco.


Sob o tema “Literatura ibero-americana: interdependências e contemporaneidade”, o festival literário reuniu escritores renomados de Brasil, Portugal, Espanha, Uruguai, Chile, Colômbia, Venezuela, Canadá e Israel. Além das discussões sobre o tema, o evento homenageou a obra de João Cabral de Melo Neto e promoveu debates acerca de questões universais da literatura, como o ato de escrever, a preservação cultural e o futuro do livro (em papel e eletrônico), levando ao palco as conexões da literatura com a história e o jornalismo. Todos os lançamentos ocorreram na Livraria Jaqueira, situada no mesmo local do evento, com curadoria e direção geral do poeta Antônio Campos.


“O duelo de Lampião e Dom Quixote” é uma obra patrocinada pelo Cultura da Gente, programa que incentiva projetos culturais de funcionários do BNB. “Sem dúvida, a participação no evento foi uma experiência enriquecedora. Uma festa literária como essa agrega muito conhecimento e proporciona a interação com pessoas que já estão na estrada há mais tempo e que, de certa forma, sugerem alternativas de como encontrar o caminho das pedras na criação literária”, ressalta Cunha.


Para Klevisson Viana, ilustrador, cordelista e editor da Tupynamquim Editora, a Fliporto se consolida, a cada ano, como evento importante do calendário de eventos literários. “Assim como as bienais de livro que ocorrem em outros estados, a Fliporto proporciona intercâmbio entre autores, editores e personalidades do mundo literário, além de destacar a região Nordeste no cenário internacional”, avalia.


Entre os palestrantes renomados, o espetáculo ficou por conta dos escritores veteranos Eduardo Galeano, autor do best-seller “As veias abertas da América Latina” e que, na ocasião, lançou sua mais recente obra – Espelhos; e para Frederico Pernambucano de Melo, que discorreu acerca de seu próximo trabalho a ser lançado em breve – A estética do cangaço.