Quadrilha invade agência do BB em Ocara

23

Numa ação ousada, uma quadrilha composta por sete assaltantes, armados com fuzis e escopetas, invadiram a agência do Banco do Brasil de Ocara (a 96km de Fortaleza), no último dia 1º/8. Na ocasião, os assaltantes renderam os três únicos policiais militares que faziam a segurança da cidade. Os diretores do Sindicato dos Bancários do Ceará, Bosco Mota e Mateus Neto, compareceram à unidade para prestar apoio aos funcionários e orientá-los quanto à emissão da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) e demais providências a tomar.


Houve pânico na cidade, entre pessoas que circulavam em frente ao prédio no momento do roubo, já que os bandidos ameaçaram atirar em quem se aproximasse.


A quadrilha fugiu, levando os policiais militares como reféns numa caminhonete com placa do município de Sobral e na única viatura policial de Ocara. Os PMs só foram liberados na saída da cidade e a viatura abandonada. O bando teria levado apenas R$ 7 mil que estavam nos caixas da agência, além de quatro armas pertencentes aos policiais rendidos e um colete à prova de balas. Segundo informações colhidas pelo Sindicato, os assaltantes estavam aguardando a chegada de um carro-forte, que não chegou. Os assaltantes não quiseram aguardar a abertura do cofre da agência, que demoraria cerca de 15 minutos para abrir.


Cerca de 20 pessoas, entre funcionários e clientes, além de dois seguranças, estavam na agência no momento da chegada da quadrilha, por volta das 9h30. Todos foram rendidos. O dinheiro dos caixas foi colocado em malotes pelos ladrões e levado para a caminhonete.


Além dos dois vigilantes, trabalham na agência três bancários e um funcionário do setor de serviços gerais. O sistema de câmeras e as portas giratórias estavam funcionando.


O diretor Bosco Mota lembrou que as unidades do interior têm sido os principais alvos de assaltantes por oferecerem maior vulnerabilidade quanto à segurança. “Faltam políticas públicas, tanto dos municípios quanto do próprio banco, que tratem e reforcem a segurança”, afirmou Bosco.


“Queremos cobrar que os bancos realmente invistam em segurança. Os lucros dos banqueiros são cada vez mais astronômicos, mas garantir a vida dos bancários, vigilantes e clientes não parece ser uma das suas prioridades. Essa é uma das nossas metas para campanha nacional deste ano”, ressaltou Mateus.

OCORRÊNCIAS EM 2008

11/1 – Um policial e um assaltante foram mortos durante um assalto à agência do Banco do Brasil, em Potengi, a 532 quilômetros de Fortaleza. Quatro homens renderam PMs, antes de invadirem o banco.

21/1 – Quatro homens renderam os guardas e assaltaram o Banco do Brasil de Guaiúba, levando o dinheiro dos caixas e pertences das vítimas.

24/1 – Foi assaltado o posto de atendimento do Banco do Brasil no supermercado Carrefour, na Maraponga. Dois assaltantes armados renderam dois vigilantes, assaltaram o caixa eletrônico e fugiram com cerca de R$ 20 mil, além de dois revólveres e dois coletes.

8/2 – Três assaltantes invadiram a agência do Bradesco em Aracoiaba, renderam dois vigilantes e levaram um malote. Na saída, foram surpreendidos por três policiais. Houve troca de tiros e seis pessoas morreram. Entre elas, os três policiais, dois trabalhadores e um suspeito.

1º/8 – Sete assaltantes armados de pistolas, escopetas e fuzis renderam três policiais militares e, posteriormente, invadiram a agência do Banco do Brasil, em Ocara, a 96 Km de Fortaleza. Cerca de R$ 6 mil foi roubado do caixa.