Resistência armada no Ceará é abordada em livro

29

Na última quinta-feira, dia 20/8, o juiz do trabalho e ex-advogado do Sindicato, Sílvio Mota, lançou seu livro “Rebeldes”. A obra retrata a resistência armada ao regime ditatorial no Ceará, abordando a organização local contra a ditadura, adesão ao Pronunciamento do Agrupamento Comunista de São Paulo e à guerrilha armada.


De acordo com Sílvio Mota, a idéia do livro já vinha desde 1979, nascendo da vontade de resgatar a história dessa época tão dolorosa para quem a viveu. “Só quem sabe desse sentimento é quem viu a morte cara a cara naquela época. E essa história não pode ser esquecida, ela deve ser repassada às novas gerações para que nunca mais se repita”, afirmou ele.


Sílvio completa dizendo que a luta contra a ditadura não foi por vontade própria dos seus militantes. “Nós lutamos porque era o jeito, porque não podíamos entregar nossa pátria de mãos beijadas”, disse. “Falo com propriedade porque vivi essa época, entretanto, não sou um historiador, nem um acadêmico, nem sequer um escritor. Sou apenas um velho que conta histórias”, finalizou.


Os livros estão disponíveis na livraria Edson Bizerril (Av. Tristão Gonçalves, próximo ao Fórum do Trabalho), pelo preço de R$ 40,00.