REUNIÃO NA AGÊNCIA MONTESE DEBATE DEMANDAS DO FUNCIONALISMO

23


O Sindicato dos Bancários do Ceará visitou na sexta-feira, 6/12, a agência Empresa Montese do Banco do Brasil e reuniu os funcionários para uma conversa sobre vários temas do cotidiano da categoria.

Os diretores José Eduardo Marinho e Bosco Mota fizeram uma breve análise de conjuntura política e econômica dos últimos anos, falaram sobre o resultado da consulta aos associados da Cassi sobre a proposta de alteração do estatuto e fizeram uma avaliação sobre a campanha salarial e a Convenção Coletiva de Trabalho de dois anos.

Os dirigentes fizeram também algumas considerações a respeito da MP 905, que retira ainda mais direitos dos trabalhadores e só não está atingindo a categoria bancária em cheio por conta de uma negociação em curso entre Comando Nacional dos Bancários e Fenaban para a construção de um aditivo que anule as determinações dessa MP. A Medida ataca diretamente a jornada dos bancários e o modelo de discussão da distribuição da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), entre outros desmandos.


“Desde o golpe institucional de 2016, os trabalhadores tiveram de enfrentar inúmeros desafios e viram retirados diversos direitos. Enquanto movimento sindical, que também tem sido severamente atacado pelo governo Bolsonaro, temos lutado com todas as forças para resguardar os direitos da nossa categoria, principalmente, o que está clausulado na CCT. Em 2020, novos desafios estarão postos, até porque, teremos de discutir uma campanha salarial com o setor financeiro, claro aliado do atual presidente da República. Por isso, precisamos valorizar as entidades sindicais, que lutam e defendem a categoria na manutenção de seus direitos”
José Eduardo Marinho, diretor do Sindicato e funcionário do BB