Rodas de Conversa celebraram o Dia Internacional da Mulher no Sindicato

8


Compartilhando vivências, experiências, dúvidas e alegrias, um auditório lotado participou das rodas de conversa promovidas no sábado, 14/3, pelo Coletivo de Mulheres Bancários do Sindicato dos Bancários do Ceará. Além dos bate-papos sobre saúde e bem-estar e questões de gênero, as bancárias puderam contar ainda com stands para atividades diversas, vivência interativa e todo o carinho e dedicação ofertados pelas representantes do Coletivo.


“Essa é a casa de todas vocês e é sempre uma honra para nós recebê-las. Historicamente, as mulheres sempre deram sua contribuição para transformar a sociedade e é isso que queremos debater com todas: o mundo pode ser melhor e nós podemos ir juntas nessa caminhada”, afirmou a diretora do Sindicato e representante do Coletivo, Rita Ferreira.


Falando sobre saúde e bem-estar, o médico da Cassi, Rômulo Viana e o nutricionista Homero Júnior deram dicas de vida saudável e esclareceram dúvidas da plateia. “Tudo pode ser melhor com uma alimentação saudável, mas é necessário ter atenção com relação aos excessos”, esclareceu o médico. O nutricionista Homero Júnior complementou: “é importante aliar a boa alimentação com uma atividade física prazerosa. O bem-estar cotidiano contribui para um estilo de vida saudável e é o que mais contribui para uma boa saúde”, disse. Os dois abordaram temas como câncer de mama, menopausa, reposição hormonal, stress, dietas da moda, prevenção de doenças, entre outros temas.


A pesquisadora e assistente social Lidiane Dantas falou sobre as transformações ocorridas ao longo do tempo na questão de gênero, abordando ainda o papel da mulher na sociedade atual, falando de temas como violência doméstica e evolução de direitos. “É fundamental que cada mulher tenha um tempo só para si. A sociedade cobra muito da mulher, ser boa mãe, boa esposa, boa profissional e reservar um espaço para um momento individual contribui para a saúde física e mental”, concluiu ela.


A diretora do Sindicato e representante do Coletivo, Jannayna Lima, finalizou o evento convocando as mulheres a assumir seu papel ativo na sociedade: “antes de transformarmos o mundo, temos de transformar a nós mesmas e só depois, transformar a sociedade, saber quem somos e qual o mundo que queremos”.