Salários cresceram nos últimos anos

20

No final dos anos 1990 e início de 2000, reajustes dos bancários mal cobriam inflação. O crescimento do País e o fortalecimento da economia trouxeram ganhos importantes para os trabalhadores. A massa salarial cresceu 42% desde 2003. No caso da categoria bancária esse aumento é notável. Os empregados de bancos públicos e privados, durante toda a era FHC tiveram reajustes salariais igual à inflação ou até inferiores a ela.


Desde 2003, os bancos públicos passaram a negociar diretamente com os sindicatos, o que não acontecia antes. Nesse ambiente mais democrático, os trabalhadores retomaram o direito de lutar, fazer greve e conquistaram negociações mais efetivas. Foi também o período em que os bancários se uniram em torno da Campanha Nacional Unificada em que questões gerais, como reajuste salarial, passaram a ser debatidas com a federação dos bancos, e as específicas diretamente com as direções dos bancos públicos.


Com isso, durante o governo Lula, os aumentos reais de salários já somaram 16,67%. O piso aumentou 26,26% acima da inflação nos últimos sete anos. Foi durante o governo Lula que os trabalhadores retomaram suas conquistas. Com mais empregos, houve mais mobilização e organização, os salários cresceram, o consumo aumentou, a produção foi fortalecida. Vários estudos demonstram que a economia interna foi favorecida pelo crescimento dos salários.