Santander e Real unificam os caixas eletrônicos

31

A integração de todos os 2.666 pontos de atendimento do Santander e os 3.861 do Real, envolvendo cerca de 18 mil caixas eletrônicos no País, estava prevista para o fim do primeiro trimestre ou começo do segundo. “Estamos um pouco adiantados”, disse o vice-presidente executivo sênior do grupo Santander Brasil, José Paiva Ferreira, responsável por essa tarefa.


“Este é um benefício importante que já entregaremos aos nossos 8 milhões de clientes desde que iniciamos o processo de integração das duas instituições”, afirmou o presidente do Santander Brasil, Fábio Barbosa, em nota divulgada pelo grupo. As 500 mil empresas clientes também serão beneficiadas.


De toda forma, o grupo mantém a previsão de concluir a integração tecnológica dos dois bancos no fim de 2010 ou começo de 2011, quando então será possível uniformizar a oferta de produtos e também a marca, prevalecendo a do Santander.


O Santander e o Real iniciaram a integração tecnológica das operações dos clientes em outubro. O projeto envolve, neste momento, cerca de 100 profissionais do banco e de parceiras.


Atualmente, os testes envolvem 18 pontos de atendimento em São Paulo, totalizando cerca de 50 caixas eletrônicos (equipamentos de auto-atendimento). Nos locais em que o piloto está implantado, os clientes das duas instituições já fazem consultas de saldo e extratos, saques, pagamento de convênios (contas de água, luz, telefone e gás) e pagamento de títulos em dia ou vencidos, como se estivessem em seus bancos de origem.