Santander supera BB e volta a liderar lista de reclamações

5


O conglomerado Santander voltou a figurar, no mês de outubro, na lista das instituições com mais de 1 milhão de clientes com maior volume de reclamações no Banco Central (BC). O banco esteve por sete meses seguidos na liderança desse ranking e, em setembro, cedeu o lugar para o Banco do Brasil.


Agora, registrou um índice de 2,27, número que considera as reclamações procedentes divididas pela quantidade de clientes multiplicada por 100 mil. No mês anterior, o banco espanhol teve índice de 1,64, em segundo lugar.


Para fazer o levantamento, o BC considerou que 2.607 reclamações feitas no mês passado foram procedentes – 14,20% mais que em setembro (2.283). Do total de outubro, 527 reclamações foram contra o Santander.


As duas críticas mais comuns contra as instituições foram as mesmas vistas nos meses anteriores: débitos não autorizados em conta e prestação do serviço conta-salário de forma irregular. A cobrança indevida de tarifas por serviços não contratados ficou em terceiro.


Lucro – As 25 empresas brasileiras de capital aberto do setor bancário lucraram no terceiro trimestre deste ano 11,1% a mais do que no mesmo período de 2012, segundo levantamento feito pela Economática. Foram R$ 11,29 bilhões contra R$ 12,54 bilhões, o maior volume nominal entre os setores pesquisados. Entre as cinco empresas que mais lucraram no terceiro trimestre, três são bancos: Itaú Unibanco (R$ 4,28 bi), Bradesco (R$ 3 bi) e Banco do Brasil (R$ 2,7 bi).


Confira a relação dos bancos mais reclamados em outubro:


Santander: 527 reclamações


Banco do Brasil: 490


Itaú : 375


Caixa: 500


HSBC: 88