SantanderPrevi realizará eleições democráticas pela primeira vez

15


Após quase 10 anos de muita mobilização dos trabalhadores bancários, finalmente o Santander aceitou realizar eleições democráticas e transparentes para o conselho do SantanderPrevi. O fundo de pensão dos funcionários oriundos do Banco Real sempre foi gerido pelo banco e recentemente apresentou rombo milionário que gerou perdas consideráveis aos participantes.


Os bancários elegerão seus representantes entre 28 de julho e 3 de agosto. A Contraf-CUT apoia e indica o voto em Patrícia Bassanin Delgado para o conselho Fiscal e Orlando Puccetti Junior para o conselho Deliberativo.


E por que votar? – O Santander inscreveu dois candidatos que ocupam o alto escalão do banco para concorrer. Se houver um eventual conflito de interesses entre o Santander e os trabalhadores, quem esses indicados irão defender? Claro que os do banco. Nas gestões anteriores, todos os conselheiros que deveriam representar os interesses dos trabalhadores foram indicados pelo banco, o que inclusive causou a judicialização por ausência de processos eleitorais.


A votação será feita diretamente pelo site www.santanderprevi.com.br. O voto não poderá ser identificado. Os funcionários ativos que participam do plano também podem acessar diretamente a área restrita do site via link disponível no Portal RH do empregador, na página da SantanderPrevi.


“É de fundamental importância que os bancários do Santander votem nos candidatos por nós indicados, afinal são eles que vão defender nossos interesses dentro do SantanderPrevi”
Eugênio Silva, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e funcionário do Santander