Saúde deve estar no foco central da Campanha Salarial

53

O Encontro Temático sobre Saúde e Condições de Trabalho, parte da 9ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, aconteceu na sexta-feira, 27/7, e teve como proposta final a inclusão dos temas de saúde à Campanha Salarial 2007. Além disso, foi aprovada a redação de um documento a ser enviado ao presidente Lula, ao Congresso Nacional e ao Ministro da Previdência Social denunciando as formas de tratamento que os trabalhadores vêm sendo submetidos nos postos do INSS.


Entre as propostas mais importantes estão: a isonomia de tratamento entre os bancários da ativa e os bancários de licença-saúde; assédio moral/violência organizacional; prevenção, reabilitação e qualidade de vida; igualdade de oportunidades; segurança bancária; e respeito à jornada de seis horas.


A psicóloga Regina Heloísa Maciel, coordenadora técnica do projeto sobre assédio moral na categoria bancária, apresentou o resultado da pesquisa sobre assédio moral realizada com os bancários do Estado do Ceará, através do Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB/CE), chamada Força Tarefa de Investigação (FTI). Durante o evento, o secretário de Saúde do SEEB/CE, Eugênio Silva, denunciou a postura que o Bradesco manteve em não permitir a aplicação da pesquisa junto aos bancários.


Pela proposta, quando o Sindicato recebe uma denúncia de assédio, é feita uma investigação na agência, sem nunca identificar o denunciante. A investigação começa com entrevistas com funcionários (não o denunciante) e com o próprio gerente da agência. Depois, um questionário é distribuído para todos os empregados. Com esses dados, é feito um relatório que é encaminhado para as instâncias superiores no banco.


Já a psicóloga Lis Soboll, uma das responsáveis pela elaboração do projeto de assédio moral/ violência organizacional, centrou sua intervenção na diferenciação entre assédio moral pessoal e assédio ou violência organizacional. Segundo ela, o assédio moral caracteriza-se por seu caráter pessoal e o assédio organizacional é uma política empresarial, voltada para o aumento da produtividade e para a submissão do coletivo dos empregados.