SEEB/CE denuncia perseguição a grevistas no Bradesco

6


Bancários do Bradesco denunciam ao Sindicato dos Bancários do Ceará que houve perseguição pós-greve, na Plataforma de Extensão Fortaleza, situada no 1º andar da agência Verdes Mares, no Centro de Fortaleza, por parte do gerente da unidade. Segundo os bancários, o chefe do setor na greve deste ano, colocou no ponto dos trabalhadores, “ausência não justificada” nos dias parados. Isso implicou em falta, com o respectivo desconto pecuniário.


Essa foi uma atitude particular do gerente, que é injustificável, fere a Lei de Greve e a própria orientação do RH do banco.  Segundo informação desse Departamento, durante a greve os funcionários recebem a rubrica temporária de “impedimento de acesso total”.  No entanto, se os trabalhadores recebem a rubrica de “ausência não justificada”, é efetuado o desconto.


Porém, o Sindicato reforça a denúncia relatando este caso como de perseguição a bancários grevistas e cobrou solução por parte do Bradesco, pelo cumprimento da Lei de Greve e da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), que prevê a forma de pagamento dos dias de greve.


O Sindicato não vai tolerar esse tipo de perseguição aos grevistas e fará manifestação onde houver esses ataques antidemocráticos e anti-lei de greve contra os trabalhadores bancários.