SEEB/CE em documento demonstra porque é viável a reintegração dos demitidos

8


Na manhã do dia 12/2, o Sindicato dos Bancários do Ceará entregou ao presidente do BNB, Nelson Antônio de Souza, documento onde demonstra à direção do Banco e aos órgãos controladores das estatais, que é perfeitamente viável a reintegração dos bancários demitidos arbitrariamente do Banco na Gestão Byron Queiroz.


O Sindicato reivindica para os demitidos sem justa causa durante a gestão de Byron Queiroz, o mesmo tratamento que foi dado aos demitidos do BNB durante o governo Collor, que foram reintegrados ao Banco através de Acordo Coletivo de Trabalho firmado em 1992, nas mesmas condições que atualmente estão sendo propostas pela Contraf-CUT e pela Comissão Nacional dos Funcionários do BNB.


O presidente do Banco, ao receber o documento, afirmou que espera ver resolvida essa questão ainda no próximo mês de março.


Estiveram na audiência com o presidente do BNB, a diretora do Sindicato, Carmen Araújo e representantes da Comissão dos Demitidos do BNB, na gestão Byron Queiroz, que lutam pela sua reintegração, e representante do Gabinete do Deputado Federal Chico Lopes.


No documento, o Sindicato demonstra que, além das demissões no BNB terem sido sem justa causa, sem PDV e por motivações políticas ou de assédio moral, a reintegração desses demitidos é diferente dos demais bancos públicos e das empresas estatais, por ser o único caso em que a reintegração será através de acordo coletivo.