SEEB/CE esteve presente no 3º Encontro Nacional de Mulheres Bancárias

7


O Sindicato dos Bancários do Ceará participou com sua delegação, composta pelas diretoras Carmem Amélia, Marlúcia de Oliveira, Bernadeth Patrício, Rafhaella Castro, Maria Cristina e Léa Patrícia, entre os dias 25 e 27/11, do 3º Encontro Nacional de Mulheres Bancárias, realizado pela Contraf-CUT, em São Paulo. Com o tema “Não mexe comigo que eu não ando só”, vários debates fizeram parte da programação sobre igualdade de gênero. No encerramento do Encontro foi eleita a formação do Coletivo Nacional de Mulheres.


A peça teatral “Carne”, da Kiwi Companhia de Teatro, sobre Patriarcado e Capitalismo, apresentou dados sobre a violência contra a mulher, desigualdade e preconceito, entre outras questões pertinentes ao debate.  Numa narrativa da peça: “Para os homens, o público e o político, seu santuário. Para as mulheres, o privado e seu coração, a casa”.


A redução da desigualdade entre homens e mulheres na América Latina e a luta pela equidade de gênero na sociedade brasileira foram os destaques na análise de conjuntura feita no Encontro, com Néstor Bercovich, da divisão de assuntos de gênero da Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal), e a deputada federal Érika Kokay.


Desigualdades na América Latina – Segundo Néstor, é um dos desafios aumentar a autonomia econômica da mulher e eliminar a violência física para consolidar o “empoderamento” das mulheres. “As mulheres trabalham bem mais que os homens, principalmente em função do trabalho doméstico. Já os homens dedicam mais tempo ao trabalho aremunerado e as mulheres aos trabalhos não remunerados”, destacou.


O 3º Encontro foi encerrado no dia 27/11, com a exposição: “O Trabalho Bancário e as Mulheres”, com Barbara Vallejos Vazquez, técnica do Dieese/Contraf-CUT; debate sobre “Paridade na CUT e as ações das mulheres em 2014”, com Carmen Foro, vice-presidente da CUT; “Reforma Política e as Mulheres”, com Juvandia Moreira, presidente do SEEB/SP e palestra sobre a “Campanha da UNI Américas por Equidade de Gênero”, com Briceida Gonzalez.