SEEB/CE garante resistência e luta para manter e avançar em direitos

3


2016 deixou seu rastro de retrocesso imposto pelo governo golpista Temer. Os trabalhadores tiveram de intensificar a mobilização para garantir direitos que já faziam parte das suas vidas. Lutamos contra a aprovação da terceirização irrestrita, a flexibilização de direitos trabalhistas, a reforma da Previdência Social, o congelamento dos gastos com saúde e educação e a reforma trabalhista.


O que está por trás dessas medidas, além da perseguição a um Estado de bem-estar social que proporcionou melhoria na vida de milhões de brasileiros, está a contrapartida de quem financiou o golpe.


Para pagar essa conta do golpe, o “desgoverno” de Temer quer flexibilizar garantias dadas e asseguradas aos empregados, com a desculpa de dinamizar o mercado de trabalho, mas os movimentos sociais e o Sindicato não aceitarão a retirada de direitos conquistados ao longo de décadas de lutas. Nada veio fácil, tudo é fruto da luta.


O Sindicato encampa essa luta em defesa permanente da preservação dos direitos dos trabalhadores e que 2017 será um ano de muita resistência. Os trabalhadores bancários não esmorecerão e o SEEB/CE seguirá firme com as mobilizações da categoria, com força e união. Nosso compromisso é com cada trabalhador bancário para que tenhamos melhores condições de trabalho e vida. Por condições mais adequadas de segurança, pelo fim das metas abusivas, das demissões e por aumento real.


Para 2017, o Sindicato manterá seus projetos de garantir e avançar em direitos, concretizando os sonhos de dias melhores para os bancários, e enfrentando com coragem e ousadia os novos desafios. Só a luta te garante!