SEEB/CE realiza ?Blitzes? para coibir extrapolação de jornada de trabalho

16

O Sindicato dos Bancários do Ceará dá continuidade as ações visando coibir a extrapolação de jornada de trabalho nas agências bancárias da Capital e do Interior. As “blitzes” contra o trabalho gratuito começaram pelas agências do BNB e Caixa de Tianguá, onde flagrou-se a presença de bancários trabalhando após às 16 horas.


Com bandinha, sirene, relógio e filmadora a equipe de diretores do Sindicato presentes às agências mencionadas realizou um barulhaço dentro das unidades objetivando retirar os bancários do local de trabalho e encerrar o expediente.


A situação de extrapolação de jornada de seis horas da categoria bancária é uma constante em todos os bancos públicos e privados. No BNB, para se ter uma idéia do tamanho do desrespeito, toda dotação de recursos só para pagamento de horas extras, no exercício de 2011, já acabou em 31/8/2011 e o Banco anunciou que não tem previsão de suplementação.


Na Caixa Econômica Federal a situação de desrespeito à jornada de seis horas também é grande, como foram flagrados bancários nas unidades, após o horário do expediente.


Os flagrantes de filmagens feitas pelo Sindicato constituirão um dossiê a ser encaminhado ao Ministério Público do Trabalho, visando a instauração de processo para apurar as responsabilidades constatadas e caracterizar o uso do assédio moral contra os trabalhadores. Além disso, municiará juridicamente o Sindicato para ingressar com ação contra os bancos pelo não pagamento de horas extras.


As “blitzes” vão continuar sempre utilizando o elemento surpresa para evitar que os gestores das agências driblem a ação sindical.