SEEB/CE tem mais dois diretores liberados

12

O Sindicato dos Bancários do Ceará tem mais dois diretores liberados para lutar em defesa dos direitos dos trabalhadores. Trata-se de Pedro Moreira, funcionário há quase 27 anos do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Áureo Júnior, empregado da Caixa Econômica Federal há 20 anos.


Pedro Moreira é suplente da Diretoria Executiva do Sindicato e está no seu terceiro mandato como diretor, mas somente agora conseguiu sua liberação. Ele tem um histórico de atuação no meio sindical desde que entrou no banco e engajava-se nas greves dos bancários mesmo no período da ditadura e estando em estágio probatório no BNB, que nessa época era de 18 meses. Posteriormente, ingressou como delegado sindical e em seguida, como diretor. Atualmente, ele se encontrava lotado na célula de produção gráfica, no Centro Administrativo do Passaré.


Já Áureo Júnior participou de várias gestões do Sindicato, mas nos dois últimos mandatos sem liberação. Atualmente, está empenhado numa campanha que cobra respeito aos empregados da Caixa. “A administração da Caixa tem tratado com desatenção as reivindicações dos empregados. Prova maior disso é o atual processo de reestruturação que não foi comunicado previamente aos representantes dos empregados e, mesmo agora, não nos foi dada nenhuma resposta. Lutar por mais respeito aos empregados do banco é a nossa principal luta no momento”, disse Áureo.


“Espero dar a minha contribuição para a categoria, pois a base necessita muito de dirigentes atuantes. Quando você se torna dirigente sindical, tem que pensar no coletivo e jamais no individual e estar disposto para representar toda a categoria com bastante afinco e é a isso que me disponho”, afirmou Pedro.


Pedro informa ainda que está à disposição, de segunda a sexta, a partir das 8h, nos telefones: (85) 9164 3819 / 3252 4266 – ramal 226. Ele também participa do Plantão Sindical do BNB, às quartas-feiras, no Passaré. Áureo Júnior atende também no telefone: (85) 3252 4266.


ÁUREO JÚNIOR é empregado da Caixa há 20 anos. Participou de várias gestões do Sindicato, porém há dois mandatos não tinha liberação.


PEDRO MOREIRA é funcionário do BNB há quase 27 anos. Foi delegado sindical, fez greve durante a Ditadura e agora consegue sua primeira liberação