Sesa divulga lista de águas minerais indicadas para consumo humano

9

No Ceará, há 46 empresas de águas minerais e de águas adicionadas de sais com registro no Ministério da Saúde e, após terem passado por um processo de coleta e análise no Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen), estão de acordo com os padrões sanitários da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e, portanto, indicadas para o consumo humano.


Com a divulgação da lista das águas, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) quer que os consumidores tenham acesso a informação segura de qual água deve levar para casa e qual água não deve comprar. As águas e empresas que não aparecem na lista estão irregulares junto à vigilância sanitária da Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde da Sesa.


Águas minerais naturais, segundo o Código de Águas do Brasil, no artigo 1º, “são aquelas provenientes de fontes naturais ou de fontes artificialmente captadas que possuam composição química ou propriedades físicas ou físico-químicas distintas das águas comuns, com características que confiram uma ação medicamentosa”. O código destaca que as águas minerais naturais são classificadas segundo as características permanentes e ainda conforme as características inerentes às fontes.


Já água purificada adicionada de sais são preparadas artificialmente a partir de qualquer captação, tratamento e adicionada de sais de uso permitido, podendo ser gaseificada com dióxido de carbono de padrão alimentício.