Sindicato apela para não oposição dos benebeanos, que tem prazo até 15/6

16

O Sindicato dos Bancários do Ceará informa que a oposição ao desconto assistencial dos funcionários do BNB deve ser enviado e protocolado em 2 (duas) vias, diretamente na Tesouraria da entidade, aos cuidados da funcionária Ivone, no horário de 9 às 15h, não sendo consideradas as cartas remetidas pelo correio (exceto Interior), e-mail ou fax. O prazo para a oposição terminará na próxima sexta-feira, dia 15/6. O desconto assistencial é de 2% da remuneração, sendo um 1% em julho e 1% em agosto de 2007.


Esse prazo foi informado aos interessados desde o último dia 4/6, através de boletim eletrônico e informe, garantindo-se, assim, o cumprimento do prazo legal de 10 dias.


O Sindicato dos Bancários enfatiza a importância do fortalecimento das entidades sindicais, de cuja luta se originaram conquistas históricas da categoria bancária, detalhadas em informes e e-mails já dirigidos aos funcionários do banco. Além do mais, o desconto é uma importante receita de custeio da campanha salarial anual.


De acordo com o balanço patrimonial da entidade de 31/12/2006, as despesas com a Campanha Salarial no ano passado alcançaram o montante de R$ 408.579,31. Esse valor contempla os seguintes custos: condução, aluguéis, mobilização, divulgação, manifestações, encontros, congressos, cursos, hospedagem, INSS de autônomos, passagens, refeições, lanches e alimentação e serviços de terceiros.


Vale salientar que as despesas da Campanha Salarial de 2006 foram realizadas no período de maio a outubro, iniciando-se com os encontros preparatórios no Estado e concluindo com reuniões de avaliações pós-greve, em São Paulo. Quando as greves são mais prolongadas, como a 2004, que chegou aos 29 dias, as despesas são maiores em função do prolongamento da campanha até a assinatura do acordo.


Considerando que a receita de mensalidade do Sindicato é cerca de R$ 182 mil, os 2% de desconto assistencial aprovados na assembléia de abertura da Campanha Salarial, somam, se todos contribuírem e não houver qualquer oposição, cerca de R$ 364 mil – montante inferior ao dispêndio realizado que foi de R$ 408.579,31, conforme divulgado acima.