Sindicato avalia que banco não cumpre exigências para receber certificação internacional

27


O Sindicato dos Bancários do Ceará participou de reunião, no dia 22/8, no Bradesco Pólo Fortaleza, com o auditor da Business Assurance, empresa responsável pela certificação SA8000 no Brasil, José Toccheto de Oliveira. A SA8000 é uma norma internacional de avaliação de responsabilidade social, baseada em convenções da ONU e da OIT, observando, sobretudo, o respeito aos direitos humanos e aos direitos fundamentais do trabalho. A entidade foi representada pela diretora do Sindicato, Rita Cássia Ferreira.


“O auditor entrevista funcionários e sindicatos, pois quer ver relação da empresa com fornecedores, clientes, trabalhadores e entidades sindicais. Por nossa vez, avaliamos que o Bradesco não cumpre os critérios exigidos por essa norma, pois o banco peca com relação à discriminação de funcionários, saúde do trabalhador, deficiências quanto ao treinamento e capacitação, falhas na segurança das agências, entre outras questões”, analisa Rita.


De acordo com o Sindicato dos Bancários, o Bradesco não faz jus a essa certificação pois possui várias agências sem porta giratória, expondo seus clientes, usuários e trabalhadores a um risco constante, já tendo sido inclusive alvo de vários assaltos. Além disso, muitos dos Pontos de Atendimentos (PAs) estão situados em locais afastados, mantidos com apenas um funcionário responsável, também sem porta eletrônica e sem a presença de vigilante.


Com relação à saúde, são recorrentes as denúncias de assédio moral e cobrança de metas abusivas. Bancários com problemas de depressão e de Ler/Dort. “No item ‘discriminação’, constatamos funcionários que, oriundos de bancos diferentes (que foram adquiridos pelo Bradesco), mesmo exercendo igual função, recebem remuneração diferenciadas. E no item ‘Aperfeiçoamento/Desenvolvimento’, o Bradesco é o único banco brasileiro que não paga auxílio-educação para seus funcionários, mas exige constante aperfeiçoamento, com a realização de cursos à distância através do Treinet que, na prática não é possível ser feito durante o expediente, mas em horário que deveria ser de descanso”, avalia a dirigente sindical.


“Teria orgulho de pertencer ao quadro de um banco que, de fato, cumprisse as exigências dessa norma. Infelizmente, aqui no Ceará, esse não é o caso do Bradesco, que está longe de preencher os requisitos da SA8000”, conclui Rita Ferreira.


O que é a SA8000 – É uma norma internacional de avaliação da responsabilidade social que existe para empresas fornecedoras e vendedoras. A SA8000 (Social AccountAbility 8000) é a primeira certificação internacional da responsabilidade social. Seu principal objetivo é garantir os direitos dos trabalhadores.


Lançada em 1997 pela CEPAA – Council on Economics Priorities Accreditation Agency, atualmente chamada SAI – Social Accountability International, organização não-governamental norte-americana, a Social Accountability 8000 (SA8000) é a primeira certificação de um aspecto da responsabilidade social de empresas com alcance global. Com base em normas internacionais sobre direitos humanos e no cumprimento da legislação local referente, a SA8000 busca garantir direitos básicos dos trabalhadores envolvidos em processos produtivos.


A norma é basicamente composta por nove requisitos: trabalho infantil: não é permitido; trabalho forçado: não é permitido; saúde e segurança: devem ser asseguradas; liberdade de associação e negociação coletiva: devem ser garantidas; discriminação: não é permitida; práticas disciplinares: não são permitidas; horário de trabalho: não deve ultrapassar 48h/semana, além de 12h-extra/semana; remuneração: deve ser suficiente; sistemas de gestão: deve garantir o efetivo cumprimento de todos os requisitos.