Sindicato cobra mais empregados para a Caixa já!

9


O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou durante toda a semana passada uma grande jornada de luta por mais contratações urgentes para a Caixa Econômica Federal.


Durante os dias 4 e 5/8, os diretores da entidade percorreram várias agências do banco coletando assinaturas para o abaixo assinado que cobra mais empregados já. O documento será enviado à presidente da Caixa, Mirian Belchior, e à presidente Dilma Rousseff.


No dia 6/8, o Sindicato realizou uma grande manifestação na agência Fortal, onde também funciona a Superintendência Fortaleza, aderindo ao Dia Nacional de Luta realizado em todo País. Além da direção da entidade, estiveram presentes também representantes da Apcef/CE, Contraf-CUT e mais de 30 aprovados no Concurso 2014.


O Sindicato dos Bancários do Ceará deve acionar a Assembleia Legislativa para a realização de uma audiência pública para discutir o atendimento na Caixa e a convocação urgente de mais empregados. Ao final, os bancários e os concursados entregaram um documento na Superintendência Fortaleza mostrando a realidade precária das agências da Caixa e cobrando mais empregados já.


“Estamos cobrando respeito ao Acordo Coletivo de Trabalho firmado com a Caixa em outubro do ano passado, quando se previu a contratação de mais dois mil empregados durante a vigência do acordo, além da reposição dos desligados no plano de aposentadoria. Queremos mobilizar todos: empregados, concursados, sociedade, e cobrar da Caixa mais contratações urgentes”
Túlio Menezes, diretor do Sindicato e empregado da Caixa


“Existem várias agências hoje com apenas quatro ou cinco empregados, enquanto o acordado com a Caixa foi a necessidade mínima de, pelo menos, oito empregados por unidade. A Caixa é o maior banco social desse País e deve estar à altura do povo brasileiro”
Marcos Saraiva, diretor do Sindicato e representante do Ceará na Comissão de Empresa da Caixa (CEE/Caixa)



Concursados com a palavra:


“Acho muito importante esse dia de luta, tanto para os empregados da Caixa quanto para nós aprovados. As convocações estão muito lentas. Nós investimos fazendo cursinho, nos dedicando, e até agora não houve qualquer retorno.
Caroline Serafim Guedes, aprovada para o pólo Quixadá em 39º lugar


“Nós não entendemos porque um cadastro de reserva tão amplo, a realização de um concurso, e ao invés de chamar os aprovados, o banco enche as agências de terceirizados. Isso significa que a Caixa precisa de mais empregados, então o correto seria que os aprovados fossem convocados”.
Simone Barroso Amorim, aprovada para o pólo de Quixadá em 38º lugar


“O concurso de 2014 teve inscrições recordes no Brasil. Nós sonhamos em trabalhar na Caixa porque sabemos da importância desse banco para o País e nós queremos fazer a Caixa crescer. Essa não é uma luta só dos bancários. Nós sabemos que as pessoas que hoje trabalham na Caixa estão sobrecarregadas e nós queremos ajudar a melhorar essa situação”
Hanna Barbosa, aprovada para o pólo Fortaleza em 20º lugar