Sindicato cobra mais segurança no interior do Ceará

8


Mais uma agência foi alvo de assaltantes no interior do Ceará. Por volta das 2h30min da madrugada do último dia 11/9, um grupo atacou a agência do Banco do Brasil de Milhã, no Sertão Central cearense. Os bandidos usaram explosivos e destruíram o prédio onde se localiza a agência, entretanto, após intenso tiroteio com a polícia, fugiram sem conseguir levar o dinheiro, pois o cofre não foi atingido pela explosão.


Este ano, o Sindicato registrou 53 ataques a bancos, sendo 47 deles no Interior. A entidade atribui o baixo índice de ocorrências em Fortaleza à aplicação efetiva do Estatuto Municipal de Segurança Bancária, que estipula diversos itens obrigatórios que inibem os ataques. A partir daí, o Sindicato luta para que todos os municípios do Estado sejam beneficiados também por essa lei para garantir efetivamente a segurança de bancários e clientes em todo o Ceará.


O Sindicato já se reuniu com o governador Camilo Santana (PT/CE) e entregou dia 4 de julho último um ofício cobrando a extensão do Estatuto de Segurança para todo o Estado e a inclusão do tema no Pacto Por Um Ceará Pacífico. Além disso, na negociação com a Fenaban sobre segurança bancária, nos dias 2 e 3/9, o Comando Nacional apresentou os números de Fortaleza e reivindicou que um projeto semelhante seja aplicado em todo o País como forma de reduzir a violência.