Sindicato divulga lista de delegados sindicais eleitos

40

O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou recentemente eleições para delegados sindicais dos bancos públicos: Banco do Brasil, Banco do Nordeste do Brasil e Caixa Econômica Federal. Divulgamos aqui, inicialmente, os companheiros eleitos no BB e, posteriormente, nas próximas edições, serão publicados os nomes do BNB e CEF.

A FIGURA DO DELEGADO – O representante sindical de base, ou delegado sindical, é a força expressiva fundamental para organizar a luta e a mobilização dos trabalhadores. O delegado sindical, portanto, é o primeiro elo entre os trabalhadores e o Sindicato. Ele é eleito pelos próprios bancários e deve incentivar o debate das questões trabalhistas, levar a opinião de seus representados para o Sindicato e vice-versa.


O delegado deve ser atuante e manter contato permanente com os colegas da unidade de trabalho, discutir e organizar as reivindicações, manifestações, críticas e sugestões para a melhoria das condições de trabalho, encaminhando-as ao Sindicato e sempre atuando em benefício coletivo.


Durante o mandato, o delegado não pode ser transferido do seu local de trabalho, salvo por iniciativa própria ou mediante negociação com o empregado. Também lhe é assegurada a estabilidade no emprego durante o exercício do mandato e até um ano após o término.


O representante eleito tem que ter um vínculo com a entidade sindical da respectiva base e desenvolve suas atividades de forma independente da classe patronal, do estado, do governo, dos partidos políticos, dos credos religiosos e de agrupamentos de natureza não-sindical, respeitando a pluralidade e a diversidade existentes dentro do grupo.


O delegado sindical deve sempre verificar se o banco está cumprindo os acordos, convenções, contratos coletivos e decisões normativas firmados, intervindo e denunciando ao Sindicato os casos de descumprimento. O delegado deve encaminhar as deliberações dos trabalhadores dos fóruns legítimos do Sindicato (assembleias, congressos e conferências).

HISTÓRICO – Luta do Sindicato garantiu a liberdade de os bancários se organizarem por local de trabalho e foi fundamental para ampliar as conquistas. No começo dos anos 80, com a abertura política e a retomada dos Sindicatos, os bancários iniciam um período de grandes greves, que ampliaram seus direitos e conquistas, principalmente em 1985. Nessa organização, os funcionários do BB tiveram papel de destaque.


Os banqueiros e o governo federal, entretanto, logo perceberam a importância dos delegados sindicais nessa organização e passaram a persegui-los. No final da década, os sindicatos deixaram de fazer eleições de delegados para preservar os militantes. O governo Collor marcou o início do declínio da ação do representante sindical de base, que se estendeu durante toda a era FHC. Após um período de resistência, nos anos 90, os delegados sindicais voltaram com toda força em 2003. No Congresso do BB, umas das cláusulas da pauta de reivindicações é o reconhecimento do Delegado Sindical que foi incorporada à CCT após a greve, naquele ano.


O representante eleito poderá promover reuniões no local de trabalho, segundo acordo prévio com o gestor, para levar informações de interesse dos trabalhadores, ouvir e trazer suas demandas para o Sindicato. É fundamental promover a aproximação dos trabalhadores com o Sindicato para organizar e ampliar a luta e a mobilização do funcionalismo a partir do local de trabalho, ressaltando a importância de sindicalizar-se.


ATUAÇÃO DOS DELEGADOS ESTÁ GARANTIDA POR LEI – Constituição Federal – Artigo VIII; Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) – Artigo 543; Organização Internacional do Trabalho (OIT) – Artigo 87; Aditivo do BB à Convenção Coletiva dos Bancários – Artigo 45 e anexo.

Veja quem são os representantes dos trabalhadores no BB, eleitos na base de nosso Sindicato:

Afonso Magalhães – Ag. Pontes Vieira/Fortaleza

Ailton Lopes – Ag. Benfica/Fortaleza

Valdeci Oliveira – Ag. Tauá

Carlos Alberto Veras – Ag. Maracanaú

David Machado – Ag. Crateús

Douglas Freitas – Ag. Caucaia

Evania Sampaio – GECEX Fortaleza

Fagne Oliveira – Ag. Quixadá

Fernanda Ferreira – Ag. Heráclito Graça/Fortaleza

Fernando Saraiva – CSL Recife

Alisson Serafim – Ag. Canindé

Clayton Oliveira – Ag. Osório de Paiva/Fortaleza

Francisco José Bandeira – Ag. Itapiúna

Petrônio Sales – Ag. Lavras da Mangabeira

Januário Neto – Ag. Aracati

João Micael Ferreira – Ag. Santana do Acaraú

João Paulo Torres – Ag. Francisco Sá/Fortaleza

Maria do Socorro Xavier – Ag. Papicu/Fortaleza

Nicodemos Lima – Ag. Comercial Aldeota/Fortaleza

Osvaldo Bezerra – Ag. Comercial Montese/Fortaleza

Paulo Henrique Santos – Ag. Itarema

Paulo Roberto Medeiros – Ag. Russas

Renan Peixoto – Ag. Limoeiro do Norte

Ricardo Abel Tavares – Ag. Messejana/Fortaleza

Teresa Cristina da Rocha – Ag. Praça dos Correios – Fortaleza

Tibério Mapurunga – Ag. Viçosa do Ceará

Valdemir Queiroz – Ag. Cascavel